Diagnóstico

O trabalho com a rede para a implantação do ensino remoto de emergência tem início  com a definição e o envolvimento do comitê gestor da Secretaria de Educação. A estrutura em cada localidade pode variar, mas é importante que os responsáveis por currículo, formação, comunicação e jurídico façam parte do grupo. Em uma primeira reunião ocorre, entre outros pontos, o alinhamento de objetivos e resultados esperados, a escolha da equipe a ser alocada para o projeto e a definição de ferramentas de acompanhamento.

Nesse momento, para que os líderes compreendam o projeto, é válido preparar uma apresentação que traga os possíveis passos e as possibilidades oferecidas. De acordo com as condições e o contexto de cada localidade, um caminho diferente pode ser traçado. Desde o início, todo o processo deve ser registrado. Isso pode ser feito, por exemplo, por meio da construção de uma ata, que vai sendo alimentada à medida que os trabalhos avançam.

A importância de um diagnóstico precisa ficar clara para todos. Esse levantamento inicial é essencial para que a secretaria selecione os possíveis formatos de implementação do ensino remoto que vão permitir a continuidade do processo de ensino e aprendizagem. Há dois instrumentos básicos: um focado na secretaria e outro nas escolas.

Eles permitem levantar a estrutura tecnológica e logística da rede e compreender, por exemplo, o acesso dos estudantes à tecnologia ou as formas de comunicação entre escola e alunos. Devido ao pouco tempo disponível, os questionários são breves, mas podem servir de base para levantamentos mais detalhados, caso a rede prefira (leia caso inspirador).

Para que o mapeamento da rede tenha sucesso, a comunicação é fundamental. É necessário que os líderes envolvidos na implementação do projeto solicitem aos gestores de todas as escolas que respondam ao diagnóstico sobre a situação da unidade pela qual cada um deles é responsável, o que pode ser feito por e-mail ou pelo canal de comunicação que seja mais efetivo e habitual para todos os gestores. O monitoramento do processo, para que dúvidas sejam resolvidas e o prazo estipulado cumprido, é decisivo. Paralelamente, o responsável pelo projeto deve delegar a um membro da equipe a tarefa de responder ao questionário de diagnóstico da Secretaria. Isso também pode ser informado por e-mail.

Assim que os dois diagnósticos são finalizados, é hora de sistematizar e analisar os dados obtidos. As informações precisam ser consolidadas numa apresentação para facilitar a divulgação do retrato da rede (veja um modelo em PowerPoint). Fazem parte dos resultados as possíveis estratégias de ensino remoto que devem integrar o plano de ação, descrito na próxima etapa.